ÚLTIMAS

6/recent/ticker-posts

Coluna Abacate no FUT.SC: "Criciúma: diminuíram as garras do Tigre"

O Criciúma de 91/92

Equipe Fut SC, depois de Próspera e Metropol chegou o momento da edição Criciúma da coluna. Criciúma de muita tradição, perto de completar 74 anos quinta 13-5. Nascido Comerciário Esporte Clube e azul-royal e branco, ganhou o primeiro Catarinense em 1968. O time apresentava Valdomiro, que mais tarde faria história no Internacional. Curiosamente, com alguns anos de história e primeiro título, sem contar outros de menos porte, parou em 1970 (bá, no ano seguinte do Metropol), voltando em 1977, então com algumas dificuldades.

Em 1978 muda para Criciúma Esporte Clube, mantém as cores, estreia no Brasileirão em 1979, vices catarinenses nos anos seguintes. Em 1984 adota a combinação de cores atual, 2 anos depois, conquista o segundo Catarinense, primeiro como Criciúma, vejam só, em clássico contra o Próspera. Viria mais, o tri entre 1989 e 1991 como símbolo. Também em 1991 o maior momento: campeão da Copa do Brasil na Final contra o Grêmio. Não precisou vencer: 1 x 1 no Olímpico na quinta do Corpus Christi, o gol qualificado liberou o 0 x 0 no domingo seguinte no Heriberto Hulse. Vi ao vivo na antiga Manchete, narração de Paulo Stein e tudo (eram outros tempos, a Copa do Brasil não tinha mais que 27 campeões estaduais e 5 vices e distante dos prêmios atuais). 

O Criciúma não fez feio na Libertadores em 1992, chegou nas Quartas-de-Final e no conjunto de 4 jogos com o São Paulo, mais tarde campeão, foi 1 bom adversário. A história seguiria, com mais Catarinenses, participações no Brasileirão, Copa do Brasil, títulos da Série B em 2002, Série C em 2006. As últimas temporadas têm sido mais

modestas, no Catarinense 2021 apenas luta para não cair. É difícil de acreditar vindo de alguém sempre candidato ao título. Bem comunidade do Tigre, o mais imediato é mesmo não cair no Catarinense, fazer boa correção de rumo e chegar legal no Brasileirão Série C, ainda mais com a camisa no estilo da Copa do Brasil de 1991, marcar os 30 anos da conquista, Felipão como técnico, da melhor forma possível. Boa sorte.

É isso e visitem meu bloguinho. Endereço: www.abacateturbinado.blogspot.com.br 

* Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do FUT.SC







Postar um comentário

0 Comentários