ÚLTIMAS

6/recent/ticker-posts

Coluna Futebol e Saúde: "O simples bem feito, ou o complexo de qualquer jeito?"


Soluções simples para a complexidade do futebol

O futebol para muitos é um esporte muito complexo, mas isso se dá palas muitas variáveis envolvidas nesse esporte. São aspectos técnicos, táticos, físicos, psicológicos além dos estruturais.  Sabendo que para ter bons resultados precisamos do estímulo (sessões de treino), alimentação e repouso.

Ai entra a complexidade, estimular o que? Quantas vezes na semana? De que forma? Qual o objetivo?

Alimentar-se de que forma? Quais os alimentos? Quantas vezes por dia? Utilizar suplementação, de que tipo e de que forma?

Repousar entre os estímulos do treinamento conforme o objetivo, entre as sessões (entre manha e tarde, ou de um dia para outro), qualidade e quantidade do sono reparador.

E fora estes aspectos que o clube tem o controle (ou deveria) existem outros que dependem exclusivamente dos atletas que são os que eles fazem quando não estão no clube, tiver um bom descanso em casa, possui uma vida regrada, suas atitudes potencializam ou afetam o resultado desportivo?

Todos esses fatores servem para preparar a equipe e recuperá-la dos estímulos dos treinos e jogos semanais na busca de jogar o próximo jogo principal.

Esses pontos, analisando individualmente são na essência coisas simples mas o somatório das variáveis criam um sistema complexo e que podem potencializar ou prejudicar o todo que é a forma desportiva do atleta  interferindo diretamente no resultado individual deste ou da equipe.

Para avaliar e controlar esse processo é importante dividi-lo na maior quantidade de variáveis possíveis, agir sobre elas isoladamente e que fará a diferença no produto final, cada variável dessa se analisa e ajusta da melhor forma para atender e dar condições para os atletas exercerem suas funções da melhor forma possível. O clube possui uma boa alimentação em quantidade e qualidade é um ponto positivo, os atletas estão bem instalados nas moradias ou alojamentos outro ponto positivo e quanto mais pontos positivos melhor será a resposta em campo. Pense bem, mesmo um bom jogador que não consegue se alimentar bem e nem descansar terá seu desempenho bem prejudicado e aumentando o risco de lesões.

Exemplificando melhor com a alimentação, se o clube tiver um refeitório para os atletas  existirá um controle maior e melhor do que eles comem, quantas refeições fazem e de que forma. Se as alimentações proporcionadas forem em restaurantes certamente o controle destas será menor e talvez não se consiga realizar a quantidade necessária no dia. Outra situação é  quando os atletas são responsáveis pelas suas alimentações, neste caso o clube não possui nenhum tipo de controle .  Assim, analisando estas 3 situações fica fácil de saber que elas afetarão positivamente ou negativamente o resultado desportivo conforme a forma com que são realizadas.

Esse tipo de analise deve ser feita na maior quantidade de variáveis possíveis (aspectos organizacionais, estruturais, material humano, etc), para isoladamente resolver os problemas que possam existir, e melhorar os que não conseguimos controlar totalmente. Assim consegue-se evitar que situações simples tornam-se problemas complexos.

Assim, desmembrar as variáveis envolvidas e resolvendo-as não é certeza de títulos e conquistas, mas é um bom caminho além de certamente melhorar a estrutura organizacional do clube e isso da estabilidade e base para o crescimento do clube como instituição, além de aproximar a equipe dos títulos.

Abraço!!!!

* Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do FUT.SC

 

Postar um comentário

0 Comentários