ÚLTIMAS

6/recent/ticker-posts

Coluna Futebol e Saúde: "Pouco tempo para treinar, então treine pouco tempo!"

Foto: William Choquette - pexels.com

Uma das grandes desculpas para as pessoas não praticarem atividades físicas é a falta de tempo para treinar, e assim continuam numa vida sedentária e aumentando as chances de problemas futuros pela falta de atividade física.

Sempre falo que o melhor treino é o treino feito, e existem muito estudos que comprovam a efetividade de treinos mais curtos também, ou seja, não é regra que para evoluir precisamos treinar mais de um longo tempo.

Geralmente utilizo com meus alunos treinos mais longos conforme a quantidade de treinos que realizam na semana, quem treina duas vezes semanal treina mais tempo em cada sessão do que quem treina todos os dias.

É importante para quem treina todos os dias treinar um volume menor, ainda mais quando iniciante, pois com a prática da musculação o corpo vai suportando melhor as cargas de treino, e treinar todos os dias volumes altos sem estar adaptado pode gerar uma grande sobrecarga, lesão e/ou afastamento dos treinos pela fadiga exagerada.

Quando se trabalha o corpo todo na sessão de musculação é importante que de uma sessão para outra esse aluno esteja recuperado para realiza-la com qualidade, então os exercícios para um grupo muscular isolado é realizado não apenas numa sessão, mas em várias sessões durante a semana.

Um fator muito importante para o resultado além da carga, amplitude, velocidade, conexão, tempo de tensão no músculo e os exercícios selecionados é o volume semanal de treino ( o quanto você treina na semana), então, treinar menos dias com volumes maiores poderá ter menos resultados que treinos mais curtos todos os dias. 

Mesmo esportes competitivos como o futsal as sessões de treinamento principal possuem volumes baixos 30-45 minutos, mas de alta intensidade e em várias sessões semanais, isso entra naquilo que citei anteriormente sobre treinar e recuperar e assim conseguir treinar com qualidade e intensidade nos treinos.

Agora, se a pessoa tiver pouco tempo para treinar e em poucos dias, mesmo assim conseguirá bons resultados com isso, mesmo que os resultados apareçam mais devagar eles ocorrerão e é muito melhor evoluir pouco do que não evoluir ou regredir as condições físicas pela inatividade e sedentarismo.

Bons resultados aparecem com treinos longos ou curtos conforme a disponibilidade do aluno, treinos equalizados, ou seja, mesmos exercícios e mesmo volume sendo realizados em  menos ou mais dias tendem à trazer resultados semelhantes, as vezes os treinos menores ainda trazem resultados um pouco melhores pela qualidade de execução e menor fadiga na sessão de treino.

O primeiro passo é o fundamental, começar a treinar. Depois com o tempo e os resultados aparecendo o treino se torna um hábito e certamente mais tempo aparecerá para treinar. Mas precisamos saber que os resultados aparecem com o tempo e trabalho, não existem fórmulas mágicas e muitas que pregam isso cobram um preço alto mais para frente como alguns  remédios e  dietas completamente prejudiciais para a saúde, etc.

Então, mesmo com pouco tempo é importante treinar, é muito melhor conseguir resultados menores, mas melhorando a saúde do que lá na frente ser obrigado a achar tempo para treinar por prescrição médica ou tratar alguma enfermidade que poderia ser evitada com o treino, mesmo em pequenas doses.

Abraço!!!

* Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do FUT.SC

 

Postar um comentário

0 Comentários